segunda-feira, 18 de abril de 2011

Ricardo Rodrigues roubou



O crime do deputado do PS Ricardo Rodrigues é agravado pelas funções que exerce no Parlamento, segundo publica o Correio da Manhã na edição em papel de hoje. O Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa (DIAP) acusa-o de atentado à liberdade de imprensa, punível até três anos de prisão.


Irritado com as questões sobre o caso de pedofilia nos Açores - caso 'Farfalha' - em que o seu nome foi falado em 2003 e sobre o processo da fraude milionária na Caixa Geral de Depósitos em que foi arguido, Ricardo Rodrigues roubou os gravadores de dois jornalistas da revista SÁBADO.

A entrevista foi filmada em Abril de 2010, no Parlamento, e o deputado foi apanhado pelas câmaras a levantar-se e pôr os dois gravadores no bolso das calças.