quinta-feira, 28 de maio de 2015

Governo reconduz Carlos Costa à frente do Banco de Portugal


Apesar das situações que correram menos bem na supervisão bancária nos últimos anos, como demonstrou o relatório da Comissão de Inquérito, nos últimos anos houve uma “atuação fundamental para que as coisas tivessem decorrido como decorreram, que os contribuintes não ficassem responsáveis, como no passado, pela gestão ruinosa que terá havido“, numa alusão ao colapso do BES.


Nota de bloguista: Vejam como os cargos são ocupados sempre pelas pessoas que têm alguém muito influente por trás. Mesmo que se prejudique o país e os seus cidadãos volta-se a colocá-lo lá! A "amizade" é sempre muito mais importante que o país e os portugueses. Em Portugal a culpa morre sempre solteira. É assim que antes de ir para o governo se é pobre e depois de se estar no governo se fica rico. Veja durante tanto tempo como se encobre tudo e se consegue ser reeleito, clique aqui e veja um exemplo.