quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Juíza dita mordaça fora da lei ao CM


A juíza que decidiu a providência cautelar de José Sócrates contra o CM foi nomeada por três anos, em regime de exclusividade, em  2009, durante o governo socialista, Ponto de Contacto Nacional da Rede Judiciária Europeia em Matéria Civil e Comercial. Florbela Filomena Moreira Lança de Vieira Martins tomou posse no dia 24 de abril de 2009, no Conselho Superior da Magistratura, na presença do então secretário de Estado da Justiça do governo de Sócrates, João Tiago Silveira. Com 57 anos, a magistrada está na magistratura desde 1993 e é desde há vários anos juíza no Palácio da Justiça de Lisboa.

Clique para ler a Nota Editorial do CM sobre este tema: Sem lentes ideológicas

Nota de bloguista: A Justiça relativamente ao ex.1º Ministro Sócrates está coberta de “telhados de vidro” que lhe tira toda a dignidade.Casos conhecidos como Pinto Monteiro e Noronha de Nascimento nos processos Freeport e Face Oculta envergonham e colocam-nos lado a lado com países anti democráticos. Nunca na nossa história se cortaram páginas dum processo judicial!