sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Situação política crítica em Portugal - Discurso de Cavaco




Discurso do Sr. Presidente da República:

(...)

"Em 40 anos de democracia, nunca os governos de Portugal dependeram do apoio de forças políticas anti-europeístas, isto é, de forças políticas que, nos programas eleitorais com que se apresentaram ao povo português, defendem a revogação do Tratado de Lisboa, do Tratado Orçamental, da União Bancária e do Pacto de Estabilidade e Crescimento, assim como o desmantelamento da União Económica e Monetária e a saída de Portugal do Euro, para além da dissolução da NATO, organização de que Portugal é membro fundador."

(...)

"É tanto mais incompreensível que as forças partidárias europeístas não tenham chegado a um entendimento quando, num passado recente, votaram conjuntamente, na Assembleia da República, a aprovação do Tratado de Lisboa, do Tratado Orçamental e do Mecanismo Europeu de Estabilidade, enquanto os demais partidos votaram sempre contra."

(...)

"Se o Governo formado pela coligação vencedora pode não assegurar inteiramente a estabilidade política de que o País precisa, considero serem muito mais graves as consequências financeiras, económicas e sociais de uma alternativa claramente inconsistente sugerida por outras forças políticas."

Nota de bloguista: Deixo aqui partes do discurso do Sr. Presidente da República que, ao que parece, pelos vários comentários dos diversos membros dos partidos considerados de esquerda, foi bastante desrespeitoso!
O Sr. António Costa, bem como a ala esquerdista ficariam muitíssimo satisfeitos que o Sr. P.R. tivesse tido outra opinião e agora vamos assistir a uma luta pelo poder que penso que será MUITO má para o nosso País. Não sei se o Povo português esta preparado para as consequências destas acções!