domingo, 23 de outubro de 2016

Ativista condenado em Angola lança o livro "Angola Amordaçada"


Entre os 17 activistas condenados em Angola por “actos preparatórios de rebelião”, Domingos da Cruz foi quem teve a pena mais pesada: oito anos e seis meses. O académico está em Portugal para lançar o livro Angola Amordaçada. Este é o seu testemunho.
É um trabalho sobre a falta de liberdade de imprensa e a manipulação dos meios de comunicação social angolanos.
Domingos da Cruz não poupa críticas ao presidente José Eduardo dos Santos, que compara com os piores ditadores de África.

Veja aqui o vídeo.

Nota de bloguista: Esta é a verdadeira ditadura que existe em Angola que Portugal não quer ver, pelos benefícios que tem recebido através da filha de José Eduardo dos Santos, Isabel dos Santos, e a sua elite. E o povo é que paga.