terça-feira, 1 de novembro de 2016

Grupo de amigos conseguiu reunir dinheiro para militar da GNR pagar indemnização


Vários amigos conseguiram angariar o dinheiro que Hugo Ernano, militar da GNR foi condenado a pagar. No total são 55 000 euros de indemnização que vão para os pais do jovem de 13 anos que foi morto pelo militar durante uma perseguição policial que ocorreu a 11 de Agosto de 2008, em Santo Antão do Tojal, concelho de Loures. Do valor total, 11 000 euros vão ser entregues ao pai que levou o filho para o assalto.

O grupo chamado "Voar pelo Hugo" é composto por cerca de 6 000 pessoas que conseguiram em dois meses angariar o montante que Hugo Ernano não dispõe, numa altura em que este militar ainda cumpre uma suspensão de quatro anos, motivo pelo qual só está a receber um terço do ordenado. De acordo com o jornal Correio da Manhã, este grupo de amigos juntou os 55 000 euros, 44 000 serão para a mãe e 11 000 para o pai que levou o filho para o assalto a uma vacaria e que culminou numa perseguição policial e consequente morte do menor.

Em declarações, Hugo Ernano, mostrou-se muito feliz. "Ganhei uma nova família. Tiraram-me uma grande cruz de cima das costas. Estas pessoas não me ensinaram a voar, mas a acreditar e a ter esperança."

Nota de bloguista: Não consigo ficar indiferente perante esta notícia, quero estar solidário no mesmo pensamento e atitude que tiveram todos os camaradas de Hugo, em conseguirem lhe tirar um peso da sua consciência, é perturbador para um agente da autoridade que mata uma criança inocente. Foi um gesto muito humano, de solidariedade para com o camarada. Um bem haja para eles e muita coragem para o Hugo, para conseguir recuperar o seu psicológico, espero que consiga.
Espero que esta decisão do tribunal, de Hugo ter que indemnizar esta família não se torne num habito para outros pais que tencionem pôr em prática assaltos desta forma, usando os seus filhos como escudo, para que as suas vidas possam beneficiar destas indemnizações.