sexta-feira, 18 de março de 2011

O menistro e a sua mulher.

Lisboa – O Ministério da Justiça decidiu pagar mais de 72 mil euros à procuradora-adjunta Maria da Conceição Correia Fernandes, mulher do ministro da Justiça, Alberto Martins, pelo facto de esta ter trabalhado em dois tribunais cíveis do Porto e contra os pareceres negativos do vice-procurador-geral da República e de outros membros do Ministério Público.