terça-feira, 4 de dezembro de 2012

VERGONHA NACIONAL !


Os três presidentes e os quatro administradores do BCP acusados pelo Banco de Portugal ganharam 162,3 milhões de euros em remunerações fixas e variáveis, no período compreendido entre 2002 e 2006, o que dá uma média de cerca de dez mil euros por dia.

Numa altura em que é divulgado que 18% das pessoas vivem abaixo do limiar da pobreza é escandalosa esta situação. Vamos ver quantos mais milhares de euros vai o Governo injectar na banca     para cobrir estas gestões ruinosas.