sexta-feira, 31 de julho de 2015

Julgamento no Brasil. Duarte Lima ‘intimado’ nos próximos dias

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, admitiu em 2011 que Duarte Lima possa ser extraditado para o Brasil, para responder no processo em que é acusado do homicídio de Rosalina Ribeiro.

O ex-líder da bancada parlamentar do PSD nunca esteve preso preventivamente pelo assassínio de Rosalina Ribeiro, uma vez que não está em território brasileiro, mas o seu nome consta na lista dos procurados pela Interpol como forma de prevenir qualquer saída de Portugal - o único país onde goza do direito a não ser extraditado, uma vez que é cidadão nacional.

A carta rogatória da justiça brasileira para notificar Duarte Lima do seu julgamento já chegou a Lisboa. O tribunal de Saquarema decidiu em Maio pronunciar o ex-deputado português pelo assassínio de Rosalina Ribeiro, mas só esta semana chegou a Portugal o pedido de auxílio internacional para intimar o réu.

Nota de bloguista: É a ministra da justiça que não o quer cá porque envergonha o PSD, ou é o Brasil que não têm cadeia à altura para receber este vip.

Veja aqui o carro e o percurso feito no Brasil por Duarte Lima.