sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Alguns dos porquês de existirem refugiados


Uma das origens do dinheiro que financia o Estado Islâmico (EI) está na principal matéria-prima do Iraque: o petróleo.
O país é o segundo maior produtor de óleo do mundo, depois da Arábia Saudita.
O EI controla uma parte importante da indústria do petróleo iraquiano no norte do país. Mossul, uma das cidades dominadas pelo grupo, produz cerca de 2 milhões de barris de petróleo por dia.
O EI também controla a planta de gás de Shaar e Baiji, cidade onde se localiza a maior refinaria de petróleo do país.
Uma das razões pelas quais o EI tem sido capaz de crescer tão fortemente é que pode importar recursos e ativistas da Síria.
Muitos governos da região usam a renda proveniente do petróleo para comprar armamento pesado e armas dos Estados Unidos e Europa e poder, assim, reprimir os seus povos.

O petróleo não é a única fonte de renda para EI.
No caso da Síria, um estudo do Centro de Análise do Conselho Europeu de Relações Exteriores indica que o EI e outros grupos armados instalaram um sistema de impostos em áreas conquistadas em que promovem atividades ilegais como roubo de reservas de dinheiro de bancos locais, contrabando de carros e armas, sequestros e bloqueios de estradas.
O EI também apreendeu grandes quantidades de armas do Exército iraquiano e grupos armados sírios contra os quais luta.
Na Síria, o grupo chegou, inclusive, a desmantelar fábricas inteiras e vender as estruturas na Turquia.

Nota de bloguista: Ninguém quer ter responsabilidades pela saída dos refugiados dos países em guerra. Mas a Europa está a colher aquilo que semeou e agora querem criar muros como o que foi derrubado em Berlim. Toda a gente tem medo dos refugiados e do que la vier com eles. Onde estão os fomentadores destas 7 desestabilizações para acabarem com isto de uma vez por todas. Será que é quando lhes acabar o petróleo...?
Onde estão os milionários solidários e a União Europeia para criar condições nos campos para estes inúmeros refugiados.