domingo, 3 de abril de 2016

Operação Marquês

Os investigadores da Operação Marquês solicitaram às autoridades do Reino Unido que enviem dados sobre quem beneficiou de 1,3 milhões de euros de conta bancária aberta em Londres no Barclays.

A conta, suspeitam os investigadores, serviriam de “de passagem” para transações de Armando Vara e Diogo Gaspar Ferreira, arguidos no processo, além de Hélder Bataglia, empresário luso-angolano também investigado pelo Ministério Público no caso que envolve José Sócrates. A informação foi avançada esta sexta-feira pela SIC.

Segundo o canal, os depósitos da conta, chamada “Orsatti” e cujo titular é uma consultora suíça, serão os seguintes:

  • Diogo Gaspar Ferreira (Vale do Lobo): 597 mil euros, em 2008
  • Hélder Bataglia e Ferreira Neto (Vale do Lobo): 200 mil euros, em 2007
  • Armando Vara (CGD), 575 mil euros, entre 2007 e 2009.
Veja mais aqui.