quinta-feira, 11 de agosto de 2016

As transferências na hotelaria


Nota de bloguista: VIP Hotels escolheu uma cabeça de equipa para a sua reinauguração. A nova contratação faz jus às ordens e está a proceder a um arrumar-de-casa. Um pouco radical, mas profundo, segundo consta por parte das funcionárias, são obrigadas a trabalhar sem condições, ou seja, com roupas sujas e rotas, são obrigadas a limpar o que não se consegue limpar. É uma governanta doente e cheia de antidepressivos, que as empregadas a vêem tomar, não se sabe porque razões uma pessoa destas trabalha num hotel destes, que se diz de 5 estrelas, com uma responsabilidade destas. Este hotel com ou sem condições trabalhou sempre com estes funcionários, alguns deles com vinte e tal anos de casa, que ela tenta agora colocar na rua, inventando-lhes tarefas, para que a contradigam e ela as possa castigar ou despedir, através da sua conivência que tem com a diretora geral, também uma pessoa cheia de problemas, e com outros chefes. (Tudo isto talvez seja um exteriorizar de alguma mágoa passada a avaliar pelo processo de transferência). Aguardamos mais escândalos se faz favor...!