sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Arguido do Freeport declara que um responsável político recebeu 750 mil euros




Um arguido no ‘caso Freeport’ afirmou ao SOL que dirigentes desta empresa inglesa, bem como o respectivo consultor, Charles Smith, assumiram, em conversas que manteve com eles entre 2003 e 2004, que tinham sido pagos subornos para conseguir a aprovação do projecto do outlet em Alcochete e que cerca de 750 mil euros foram para um responsável político, avança a edição do SOL desta sexta-feira