sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Louçã lembra papel de Portas no caso dos submarinos


O coordenador do BE aproveitou uma acção de campanha em São Pedro do Sul, na noite de quarta-feira, para lembrar que foi Paulo Portas o responsável pela compra dos submarinos, cujo contrato é agora procurado pela Justiça portuguesa.«Há três anos, que a Justiça portuguesa anda à procura de um contrato da compra dos submarinos, já vai em mais de mil milhões de euros, já disparou o seu preço e não encontram o raio do contrato», afirmou Louçã, citado pela ‘Rádio Renascença’. «Eu sugeria, porque isto é irresponsabilidade, como o Dr. Paulo Portas foi ministro da Defesa e quando saiu do Ministério levou para casa 61 mil fotocópias de documentos confidenciais, talvez lhe pudessem pedir, ele que anda desaparecido há dois dias, ninguém sabe onde ele está, porque não dá nenhuma explicação sobre esta matéria, bem lhe podiam pedir se nas suas pastas de fotocópias não estará lá por acaso o tal contrato que a Justiça procura há três anos», sugeriu.