sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Supremo condena Godinho por furto de carris no Tua


O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) condenou ontem a principal empresa de Manuel José Godinho, o único preso preventivo do processo Face Oculta, a indemnizar a Refer - Rede Ferroviária Nacional até 106 mil euros pelo furto de carris na Linha do Tua, ocorrido em 2004, colocando um ponto final num caso que ficou conhecido como Carril Dourado.