sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Taguspark recusa pagar

O Taguspark recusa fazer mais qualquer pagamento a Luís Figo, que reclama 210 mil euros ao abrigo do polémico contrato assinado em 2009 com o parque tecnológico de Oeiras.
O contrato do antigo jogador – considerado pelo Ministério Público (MP) uma contrapartida pelo seu apoio a José Sócrates nas legislativas daquele ano – foi proposto pelo então administrador da PT e do Taguspark, Rui Pedro Soares, que ontem começou a responder por corrupção passiva para acto ilícito no Tribunal de Oeiras.
Esse contrato previa o pagamento a Luís Figo de 350 mil euros pela utilização da sua imagem num ano. A actual comissão executiva do Taguspark garantiu ao SOL «não tencionar fazer qualquer pagamento» ao jogador, além dos 175 mil euros pagos pela antiga administração. Penedos promete contar tudo.

O processo Face Oculta foi cortado à tesoura nas partes onde constavam as escutas de José Sócrates. (aqui)


Nota de bloguista: A maneira como a classe política governa Portugal NÃO É NORMAL
Ao longo das 2 décadas mais recentes, transformou o Estado numa máquina de saquear os cidadãos. É POIS HORA DE LUTAR: